Saúde Mental: Um direito de TODOS

 Por Katia Negri

A saúde mental é um direito humano, e por isso, deve estar disponível a todos. A atenção primária à saúde acessível e de qualidade, é urgentemente necessária. Portanto, precisamos tornar a saúde mental uma realidade para TODOS, e, em todos os lugares. 

O mundo está experimentando impactos sem precedentes diante da atual emergência global de saúde, devido ao COVID-19, que também impactou a saúde mental de milhões de pessoas.  

Sabemos que os níveis de ansiedade, medo, isolamento, distanciamento social e restrições, incerteza e sofrimento emocional experimentados, se espalharam à medida que o mundo luta para controlar o vírus, e encontrar soluções. Cerca de 450 milhões de pessoas vivem com transtornos mentais, que estão entre as principais causas de problemas de saúde e incapacidade no mundo (Relatório Mundial de Saúde da OMS, 2001) 

A Organização Mundial de Saúde afirma que a cada 40 segundos alguém morre por suicídio. O suicídio é a segunda principal causa de morte entre os jovens de  15 a 29 anos, enquanto 79% dos suicídios globais ocorrem em países de baixa e média renda (LMIC). Todo suicídio é uma tragédia que afeta famílias, comunidades e países inteiros e tem efeitos duradouros e devastadores sobre as pessoas. 

Esse quadro preocupante nos chama à responsabilidade, para que saúde mental seja priorizada, agora mais do que nunca. Para isso, precisamos viabilizar ações destinadas à promoção da Saúde Mental em diferentes esferas da sociedade.  

Assim, a busca pela cobertura universal de saúde (UHC), articulada como um objetivo-chave na meta de desenvolvimento sustentável para uma boa saúde e bem-estar, é motivada pelo desejo de equidade em saúde em todo o mundo (Nações Unidas. Metas de desenvolvimento sustentável: 17 metas para transformar o nosso mundo New York: United Nations; 2015).  

A cobertura universal de saúde significa que todas as pessoas têm acesso aos serviços de saúde mental de qualidade de que precisam, quando e onde precisam. Acreditamos que isso é possível, e, começa com uma forte atenção primária à saúde. Adotar uma abordagem de saúde e bem-estar para toda a sociedade, centrada nas necessidades e especificidades de cada indivíduo, família e comunidade. Para tornar a saúde para todos uma realidade, é preciso haver investimento em saúde mental. 

Acreditamos que esse apelo à ação será fortalecido por meio de nossas alianças, colaborações e parcerias, para garantir que o investimento em saúde mental seja priorizado.  

Vivemos um momento em que é possível perceber a resiliência demonstrada por indivíduos e comunidades, que relançaram, regeneraram e redescobriram a si mesmos para lidar com os desafios que surgiram nesse período de crise.  

A hora de agir é agora! Faça parte desse movimento você também! A saúde mental é um direito humano. Mais Investimento, mais acesso, para TODOS, em todos os lugares! 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: